Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Na outra margem da memória

"I don't think we did go blind, I think we are blind, Blind but seeing, Blind people who can see, but do not see.” José Saramago, Blindness.

12
Jul15

2 anos de blog!

.

Aquele momento em que me apercebi que no dia três de Julho aqui o estaminé fez dois anos e que hoje já é dia doze, bem na verdade já é quase dia treze (mas pronto, é um detalhe pouco importante), e eu nem dei pelo  tempo passar. Ou melhor dar pelo tempo passar até dei, a grande questão é que ainda não acabaram os meus exames e só acabam daqui a nove dias (chorem comigo) e como tal tenho feito da biblioteca a minha segunda casa. Mas vou-me deixar de conversa fiada que não foi para isso que eu queria escrever este post.

Iniciei-me no mundo dos blogs em 2010 se a memória não me falha, fazia parte de um blog acerca de um actor que não vale a pena mencionar e que se me seguiam no meu blog antigo e tiverem uma memória de elefante ainda se lembram sobre quem era e se for esse o caso, dou-vos os parabéns! Mas para os meus mais recentes "amigos" (sim porque no fundo sinto que conheço alguns de vocês tão bem como se fizessem parte da minha vida, isto apenas porque li os vossos desabafos, as vossas opiniões, as vossas alegrias, etc...), que  só conhecem este meu cantinho e para os antigos, aqueles de à muito tempo atrás fica aqui o meu muito obrigado, por me acompanharem, por me ajudarem sempre que preciso e dar por me dar apoio nas alturas que mais preciso. É verdade que nem sempre estou presente e posso não ter o blog mais interessante de sempre, que não tenho,  mas sei que tenho sempre alguém para ler aquilo que escrevo quando volto, e por isso acabo por voltar sempre. Por isso que venham mais anos pela frente!! Beijinhos

 

 

12 comentários

Comentar post

Mais sobre mim

foto do autor

"Começo a conhecer-me. Não existo. Sou o intervalo entre o que desejo ser e os outros me fizeram, ou metade desse intervalo, porque também há vida ... Sou isso, enfim ... Apague a luz, feche a porta e deixe de ter barulhos de chinelos no corredor. Fique eu no quarto só com o grande sossego de mim mesmo. É um universo barato. " Álvaro de Campos

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

counter

Podes encontrar-me em:

Follow