Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Na outra margem da memória

"I don't think we did go blind, I think we are blind, Blind but seeing, Blind people who can see, but do not see.” José Saramago, Blindness.

30
Mai17

Desabafos noturnos

Se me perguntarem se tenho uma ideia delineada para este post eu diria com confiança que não. Mas tudo me parece melhor do que enzimas, fígados, rins e tal e tal, por isso aqui estou eu no meio de um montão de matéria para enfiar na massa cinzenta e com o tablet na mão na esperança que a inspiração me caia ou que a vontade de estudar volte. É nestas alturas que os vossos posts têm outro encanto!!

Resto de boa continuação para aqueles deitados no sofá a ver a novela da noite (e para os outros também suponho eu).

5 comentários

Comentar post

Mais sobre mim

foto do autor

"Começo a conhecer-me. Não existo. Sou o intervalo entre o que desejo ser e os outros me fizeram, ou metade desse intervalo, porque também há vida ... Sou isso, enfim ... Apague a luz, feche a porta e deixe de ter barulhos de chinelos no corredor. Fique eu no quarto só com o grande sossego de mim mesmo. É um universo barato. " Álvaro de Campos

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

counter

Podes encontrar-me em:

Follow