Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Na outra margem da memória

"I don't think we did go blind, I think we are blind, Blind but seeing, Blind people who can see, but do not see.” José Saramago, Blindness.

25
Abr17

Hoje é o dia!!

Bom em primeiro lugar e depois de tanto tempo sem passar por aqui: olá minhas queridas/(os). E sim o hoje foi o dia, foi o dia em que depois de tantos meses em que eu matutava comigo mesma num duelo constante se devia ou não voltar a um lugar onde durante tantos anos fui feliz. Sim parece cliché mas é verdade, cresci com o sapo e com as pessoas desta comunidade e ficou sempre aquele bichinho pela escrita e pelas amizades que por aqui se fazem. Durante os últimos meses não sentia que aquilo que tivesse para dar fosse interessar a qualquer um de vocês que antes por aqui passavam, nem eu tinha a força interior necessária para por aqui passar. Estava se assim se pode dizer no fundo do poço e só eu, eu sozinha podia sair daquele estado. Foi um acumular de situações e de extremos que rodearam a minha vida e que me fizeram abandonar este cantinho. Agora e estando eu num estado psicológico muito melhor quero voltar ao de sempre: aos desabafos, às músicas, às fotos e às vossas histórias!!

Por isso até qualquer dia!!

Beijinhos, 

Alexis 

4 comentários

Comentar post

Mais sobre mim

foto do autor

"Começo a conhecer-me. Não existo. Sou o intervalo entre o que desejo ser e os outros me fizeram, ou metade desse intervalo, porque também há vida ... Sou isso, enfim ... Apague a luz, feche a porta e deixe de ter barulhos de chinelos no corredor. Fique eu no quarto só com o grande sossego de mim mesmo. É um universo barato. " Álvaro de Campos

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

counter

Podes encontrar-me em:

Follow