Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Na outra margem da memória

"I don't think we did go blind, I think we are blind, Blind but seeing, Blind people who can see, but do not see.” José Saramago, Blindness.

28
Set15

O estágio, outra vez...

Novo post e o assunto gira à volta do costume, o estágio, passando a expressão: "Vira o disco e toca o mesmo". Desta vez e para contrastar com os últimos posts não venho falar do cansaço, ou do stress que o estágio me provoca, mas sim do bom ambiente que conseguimos ter naquele laboratório. Não somos muitos, mas estamos sempre com música, muitas cantorias e boa disposição, por causa do barulho das máquinas temos tendência a falar mais alto e posso dizer que aquele é sem dúvida o laboratório mais barulhento daquele piso, se não daquele edifício. A música que nos parece sempre baixa ouve-se muitas vezes da casa-de-banho bem como algumas gargalhadas. É bom chegar e ter alguém para falar e mandar umas piadas, é bom sentir que somos acolhidas! Não é só diversão, há muito trabalho, muito mesmo e também mau humor e muito sono, mas temos sempre estes momentos para aliviar a pressão! Beijinhos

7 comentários

Comentar post

Mais sobre mim

foto do autor

"Começo a conhecer-me. Não existo. Sou o intervalo entre o que desejo ser e os outros me fizeram, ou metade desse intervalo, porque também há vida ... Sou isso, enfim ... Apague a luz, feche a porta e deixe de ter barulhos de chinelos no corredor. Fique eu no quarto só com o grande sossego de mim mesmo. É um universo barato. " Álvaro de Campos

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

counter

Podes encontrar-me em:

Follow