Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Na outra margem da memória

"I don't think we did go blind, I think we are blind, Blind but seeing, Blind people who can see, but do not see.” José Saramago, Blindness.

31
Ago15

O meu material escolar!

Ontem foi dia de ir comprar o pouco material escolar que eu precisava, que costumava ser umas das coisas que eu mais gostava no regresso às aulas. As compras foram poucas mas eu gostei muito do que comprei!

PicMonkey Collage.jpg

 

  •  Comprei um bloco de post-its, que dão sempre jeito e já não tinha quase nenhuns do ano anterior, aliás a embalagem já se encontra aberta!
  • A minha agenda é da Oxford, que foi a coisa mais cara que comprei, já tinha usado uma semelhante a esta no ano passado e gostei, este ano voltei a comprar mas num tamanho mais pequeno. A que eu tinha no ano passado tinha imenso espaço para escrever o que era bom, mas na maioria dos casos não era necessário tanto espaço, para além de que tinha também muito espaço para colocar notas.
  • Depois comprei dois cadernos, o primeiro é A5 para tirar as minhas notas no laboratório e o segundo é para as minhas coisas, culpo a Effy por esta compra, visto que vi o caderno das caveiras no blog dela! A minha mãe ainda me disse várias vezes:" Tu vais levar isso com as caveiras???" mas eu gostei e trouxe!

PicMonkey Collage3.jpg

 

 

  • Comprei também papel branco, porque precisava para a impressora e porque também gosto de usar para tirar notas (boring).
  • Comprei fita-cola, que a maioria não precisa, mas a mim dá-me algum jeito. Não sei se vos disse mas estou a estagiar num laboratório de química orgânica, ou seja fazemos várias placas de cromatografia que depois colamos para mais tarde nos lembrarmos dos resultados.
  • Por fim, não é uma compra de agora, mas fui comprando ao longo do tempo, estes são os marcadores e algumas das canetas que usei no ano passado, são provavelmente das coisas que mais gosto de comprar e que mais uso!

4 comentários

Comentar post

Mais sobre mim

foto do autor

"Começo a conhecer-me. Não existo. Sou o intervalo entre o que desejo ser e os outros me fizeram, ou metade desse intervalo, porque também há vida ... Sou isso, enfim ... Apague a luz, feche a porta e deixe de ter barulhos de chinelos no corredor. Fique eu no quarto só com o grande sossego de mim mesmo. É um universo barato. " Álvaro de Campos

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

counter

Podes encontrar-me em:

Follow