Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Na outra margem da memória

"I don't think we did go blind, I think we are blind, Blind but seeing, Blind people who can see, but do not see.” José Saramago, Blindness.

14
Jun15

Study time

Há qualquer coisa reconfortante em dias frescos e com uns chuviscos, depois de dias solarengos e de muito calor. Gosto deste tempo, o céu está nublado, o tempo está fresco e corre sempre um brisa, que nem sempre é agradável, mas mesmo assim eu gosto.

Eu adoro o verão, mas para mim não há nada melhor para estudar que um dia assim. E por isso assim vou continuar de computador à frente e folhas em tudo quanto é canto, mil e um marcadores e canetas diferentes, capas máquinas de calcular, cadernos e outras coisas tais... Vou estudar até me cansar ou até me cansar de ir ao site da faculdade para ver se as notas já saíram, por isso wish me luck, que a tarde vai ser divertida. 

E porque pausa que é pausa tem de ter algo divertido aqui ficam algumas imagens que eu andei ver no We Heart it:

studying, warm tea, raining outside

Not Sure What this Is... | via Tumblr

(a minha secretária assemelha-se com esta, mas com muito mais coisa e bem mais desorganizada!)

 

😦

Exams

(é assim que eu me sinto neste momento, esta é daquelas disciplinas que eu estudo e parece que nunca sei nada, literalmente nada.)

7 comentários

Comentar post

Mais sobre mim

foto do autor

"Começo a conhecer-me. Não existo. Sou o intervalo entre o que desejo ser e os outros me fizeram, ou metade desse intervalo, porque também há vida ... Sou isso, enfim ... Apague a luz, feche a porta e deixe de ter barulhos de chinelos no corredor. Fique eu no quarto só com o grande sossego de mim mesmo. É um universo barato. " Álvaro de Campos

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

counter

Podes encontrar-me em:

Follow