Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Na outra margem da memória

"I don't think we did go blind, I think we are blind, Blind but seeing, Blind people who can see, but do not see.” José Saramago, Blindness.

31
Out15

Desafio || Halloween

A Camellia passou-me este desafio de Halloween, obrigada, e por isso aqui vai ele:

Halloween and pumpkin image

Se fosses uma personagem literária ou cinematográfica de terror qual serias? Não costumo ver muito filmes de terror e não me esta a ocorrer nada em especial, se fosse uma personagem macabra, acho que o governador da série Walking Dead, que eu voltei a ver recentemente, seria uma boa escolha.

E um vilão real? Não consigo responder a esta questão...

Caso fosses um serial killer como irias atrair e matar as tuas vítimas? Acho que se o fosse iria fazê-lo de uma forma rápida e macabra, tipo alguns daqueles filmes de vampiros ;)

E que animal te acompanharia? Um gato, preto de preferência, os gatos são inteligentes, espertos e tem uma certa delicadeza e vaidade no seu andar que tornaria a "coisa" engraçada.

Se tivesses que te fantasiar de modo a espelhar o teu lado negro como sairias vestido nesta noite? Como a rainha do filme "The snow white and the huntsman"

Se tivesses um picador de gelo à mão, não tivesses consciência, nem fosses preso pelo crime, quem é que farias em picadinho? Consigo pensar numa ou outra pessoa, mas prefiro não dizer por aqui, não vá o diabo tecê-las (tenho que aproveitar o halloween para dizer estas expressões!) e essas duas pessoas passarem por aqui.

Se tivessem a capacidade de fazer uma poção, que mal gostariam de erradicar? Faria uma poção que eliminasse o cancro.

Agora, faz uma pergunta macabra e passa a outro e não ao mesmo:

Que maldades farias se fosse bruxa por uma noite?

Vou passar: Pipa || Twilight_pr || Silver Sky

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

Mais sobre mim

foto do autor

"Começo a conhecer-me. Não existo. Sou o intervalo entre o que desejo ser e os outros me fizeram, ou metade desse intervalo, porque também há vida ... Sou isso, enfim ... Apague a luz, feche a porta e deixe de ter barulhos de chinelos no corredor. Fique eu no quarto só com o grande sossego de mim mesmo. É um universo barato. " Álvaro de Campos

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.